Lisboa String Trio

LST – Lisbon String Trio
José Peixoto – guitarra clássica
Bernardo Couto – guitarra portuguesa
Carlos Barretto – contrabaixo

Juntos desde 2013, editaram o primeiro CD “Matéria” em 2014 que ganhou o Prémio Carlos Paredes atribuído pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Em 2016 editam “Lisboa” e com este trabalho para além de actuarem um pouco por todo o país e em alguns festivais no estrangeiro, são nomeados para Melhor Disco – Prémio Autores 2017, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores.

Numa terra de dialectos de sangue, é nessa pureza de uma raça impura que se geram novas formas de expressão para sentimentos intemporais. É nesta paisagem mestiça que aparecem propostas singulares como a música deste trio. Equidistante de várias tradições, sem as espelhar mas nelas inspirada, desenvolvendo várias plataformas onde os músicos se podem exprimir livremente e semeá-las com as suas identidades. Admitindo que as duas palavras/conceitos “jazz” e “português” podem existir sem sobressaltos, este trio atreve-se a construir a sua música nesse contexto poético e subjectivo. Jazz português? Se fado fosse…

Carlos Barretto é uma referência no panorama jazzístico português como contrabaixista e compositor. É natural de Lisboa onde reside e viveu em Viena, Paris e Madrid. Tocou por toda a Europa, China, África e América do Sul. Combina a actividade musical com as artes plásticas (pintura). Gravou 10 álbuns como líder e mais de 50 como sideman.
Bernardo Couto, nascido em Dezembro de 1979, começou a aprender a tocar guitarra portuguesa aos 14 anos, com o guitarrista Carlos Gonçalves. Estudou também com Pedro Caldeira Cabral, Ricardo Rocha e Paulo Parreira.
José Peixoto (1960), músico, compositor, arranjador e produtor estudou Guitarra Clássica na Academia de Amadores de Música de Lisboa. Tem desenvolvido intensa actividade quer em projectos de outros autores e grupos (José Mário Branco, Maria João, Madredeus, Janita Salomé, Carlos Zíngaro, João Monge, Maria Berasarte, etc) quer nos seus próprios projectos que contam com 18 cd’s gravados em nome próprio.